A Redesat

Em 1989 é criada a Companhia de Comunicação do Estado do Tocantins – a Comunicatins, por meio da Medida Provisória nº 27 de 12 de abril de 1989 do Governo do Estado em conjunto com a lei nº 42 de 16 de maio de 1989 da Assembléia Constituinte do Estado que aprovou a sua criação.

A Comunicatins era uma Empresa de direito privado, de economia mista, com sede administrativa na Capital provisória do Estado do Tocantins, Miracema do Norte, e tinha como objetivo, executar os serviços de radiodifusão com finalidades sociais, no campo da educação, da informação e do entretenimento.

Em 1996, a Comunicatins por meio da Lei nº 826 de 29 de março de 1996 que criou o Instituto Dom Alano Marie Du Noday, entidade de direito público, sob a forma de autarquia, cuja missão era contribuir para o desenvolvimento cultural do Estado, por meio das várias formas de difusão em massa, atuando como unidade complementar da Universidade do Tocantins - UNITINS, vinculada com o Governo do Tocantins.

O Conselho Curador da Fundação Unitins criou com a Resolução nº 5 de 30 de julho de 1997, o Instituto de Radiodifusão Educativa, na estrutura dos seus órgãos complementares e em parceria com o Instituto Dom Alano Marie Du Noday, que era uma unidade instrumental e complementar da Universidade do Tocantins, que deu origem à TV Palmas e Rádio Palmas FM.

Em 1999, o Instituto Dom Alano foi extinto por meio da lei nº 1.061 de 9 de abril de 1999, tendo transferido todos os seus bens e direitos, assim como também da Comunicatins, à Fundação Universidade do Tocantins, passando a TV Palmas fazer parte, assim como a Rádio Palmas FM, do Instituto de Radiodifusão Educativa, órgão complementar da Fundação Unitins.

No mesmo ano, a emissora firmou convênio com a Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais - ABEPEC, passando a integrar a Rede Pública de Televisão. No ano seguinte, a Rádio Palmas FM entrou no ar em caráter experimental e a TV passou a ser geradora.

Em 30 de outubro de 2003, a emissora inaugurou, em solenidade na sede da TV Palmas as suas transmissões via satélite para 69 municípios do Tocantins, onde possuía estações retransmissoras instaladas.

Para dar maior visibilidade e promover uma marca que representasse o salto tecnológico e a abrangência das emissoras TV Palmas a Rádio Palmas, foi criada em 2003, a unificação das marcas que passou a ser representada pela nova identidade, chamada REDESAT.

Entre 2006 e 2008, a REDESAT ampliou ainda mais seu sinal e suas transmissões via satélite, de 69 para 104 municípios.

Em 2011 deixou de fazer parte do Instituto vinculado a Unitins e passou a ser Fundação, tornando-se de direito público vinculada às diretrizes e políticas públicas da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação – SEDECTI.

A Fundação Radiodifusão Educativa do Estado do Tocantins – Redesat, foi instituída por meio da Lei Complementar n.° 77 de 10 de novembro de 2011, com a competência de operar, com exclusividade, os serviços de Radiodifusão da TVE e da Rádio 96,1 FM, constituída na forma de pessoa jurídica de direito público.

A Resolução n.° 05 de 07 de dezembro de 2011, do Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia, aprovou e instituiu o Estatuto da Fundação Redesat, que entre outras estabeleceu que a Fundação terá por objetivo promover, por meio da televisão e rádio, bem como outros meios de radiodifusão, inclusive internet, atividades culturais e educativas, bem como, o desenvolvimento de outras ações e atividades compatíveis com a sua finalidade.

A Fundação Redesat tem autonomia administrativa e financeira, é isenta de tributação estadual e se beneficia dos privilégios legais atribuídos à fazenda pública.

Em setembro de 2015 a Assembleia Legislativa aprovou, o Projeto de Lei Complementar nº 01/2015, de autoria do Poder Executivo, que reestruturou o quadro de cargos de direção e chefia da Fundação Radiodifusão Educativa do Estado do Tocantins - Redesat. A matéria, enviada ao Legislativo em maio de 2015, altera dispositivos da Lei Complementar nº 77/2011, que instituiu a Redesat, no sentido de adequá-la à estrutura administrativa da atual gestão. Como a Secretaria de Ciência e Tecnologia, à qual era vinculada, foi transformada na Agência, a Redesat passa, com a aprovação do Projeto, a ser vinculada às diretrizes de políticas públicas definidas para a Secretaria de Estado da Educação.

A TVE Tocantins, está presente em 109 municípios do Estado, com a geradora em Palmas e mais 31 retransmissoras próprias em operação, além de estar disponível para toda a América do Sul via satélite. A 96 FM, gera a partir de Palmas, um sinal que abrange 40 municípios ao redor de sua torre, localizada na Serra do Lajeado no Distrito de Taquaruçu na Capital.

A REDESAT é associada à EBC – Empresa Brasileira de Comunicação e afiliada à Abepec – Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais e, à TV Brasil.

É a inovação da comunicação, do conhecimento, da informação, da cultura e da diversidade em função do bem-estar e cidadania da comunidade e promoção da verdadeira Comunicação Pública de Qualidade.