Notícias

REDESAT participa do 1º Seminário de Comunicação da Defensoria Pública

02/03/2018 - Zuleide D´Angelo/Governo do Tocantins

A Fundação Radiodifusão Educativa do Estado do Tocantins (REDESAT) participa do 1º Seminário de Comunicação da Defensoria Pública do Tocantins – DEFCOM. O evento acontece nesta sexta e sábado, em Palmas, no auditório da Defensoria, na avenida Teotônio Segurado, tendo como tema central a linguagem inclusiva.

O gerente artístico da Rádio 96FM, jornalista Wagner Quintanilha, Mestre em Comunicação Estratégica, é convidado da comissão organizadora para ministrar a palestra intitulada “A Comunicação em tempo real: o rádio e a informação instantânea”. Para uma plateia composta por profissionais da imprensa, defensores da casa e aberto à participação geral Quintanilha fará um balanço do rádio como veículo de comunicação.

Durante uma hora de conversa com o público, Quintanilha fala sobre a relação do rádio jornalismo com as instituições, no campo da pauta e da seleção de notícias e também sobre a utilização da linguagem simples a acessível, principalmente por parte das fontes. Essa é a função social do rádio que, segundo ele, é principalmente a de levar a informação ao ouvinte numa linguagem simples e compreensível para todos.

Essa responsabilidade, frisa Quintanilha, faz parte do trabalho do comunicador ao trabalhar a notícia, e também das fontes de informações, ao prestarem seus depoimentos. “É importante entender essa relação”, ressalta.

De acordo com a programação do evento, além de palestras como profissionais de comunicação do Estado, o 1º Seminário DEFCOM apresentará rodas de conversas com defensores e defensoras, e uma abordagem especial à linguagem inclusiva. A programação prevê emissão de certificado pela participação e é gratuito.

DEFCOM

O Defcom é organizado pela Assessoria de Comunicação (Ascom) da DPE e realizado pela Instituição, por meio da Escola Superior da Defensoria Pública.  O apoio é da Escola de Gente – Comunicação em Inclusão, organização não governamental fundada há 15 anos no Rio de Janeiro (RJ), com atuação em ações para inclusão e acessibilidade.